sábado, 28 de agosto de 2010

Dor

Mas estou focada na dor, a única coisa que é real
O horror. Tentarei matar tudo dentro de mim
O que me tornei, querido?
Tudo no final continua sem resposta
Afundei na poltrona cansada de histórias de corações partidos
Deixei os sentimentos desaparecerem
Nunca estive preparada
Você foi outro alguém e eu ainda estou aqui
Você poderia ter tudo, pegar uma música triste e deixa-la feliz
Mas se eu pudesse começar de novo
Estou a milhas de distancia
Procurando um caminho

Escrevi isso enquanto ouvia a música Hurt, do Johnny Cash.
Qualquer semelhança não é mera coincidência.

11 comentários:

Dreams disse...

"Tudo no final continua sem resposta"

Uma das frases que mais penso...

A dor, é uma das maneiras de mostrar que tudo o que aconteceu, foi realmente real, e não um sonho.

Querer que tudo morra dentro de nós... Será a melhor resposta para a dor? Bom, acho que essa será mais uma pergunta sem resposta...

Beijos.

Carolina Hermanas disse...

AIN, também me sinto assim;solitária.Abandonada por uma pessoa que prometeu - não estou exagerando - que não me deixaria.E agora, as palavras somem do meu coração e não sei mais o que sinto :(

-

Beeijooos.

Pirulito que Bate-Bate disse...

Adorei. É difícil recomeçar, voltar a atrás e ter forças para continuar quando sabemos que tudo se perdeu e não há mais volta nenhuma.

Guilherme Augusto Codignolle Souza disse...

...

Forte...

Me levou a escrever tbm...

http://codignolle.blogspot.com/2010/08/ainda-te-busco-logo-te-faco.html

o/

Ray Siq disse...

lindo texto!!
ameii a foto, me lembrou Alice! hahah
beijooo super:*

Ágatha Alves disse...

as vezes essas dores nos consome, e nos cega fazndo-nos pensar que é a unica coisa na vida no momento, dor, morrer.
mas sempre que isso aocntece é bom pensar em outras coisas, tentar ver alem da dor, tentar sempre ser felzi
é dificil, sim, demora, sim mas a vida n para por causa de uma dor insuportavel.
beijão

@juusep disse...

Dores vem e vão! Vou ouvir a msucai qeuvs ouvia enquanto escrevia.

@juusep disse...

Dores vem e vão! Vou ouvir a msucai qeuvs ouvia enquanto escrevia.

kowalski disse...

Adorei o seu layout assim como o blog. Meus parabéns! Estou aqui passando para dizer que reativei o blog e que espero você lá para ver o novo layout e os novos textos realmente melhorados! :D

Beeeijos

Evelyn Ceinwyn . disse...

''Estou a milhas de distancia
Procurando um caminho''

Quantas vezes vemos o sonhos flutuando sobre nossas cabeças, talvez ao alcanse das mãos, e nós estamos em nós mesmos a milhas?
Falo da dor de perder, de se ver sentada na poltrona e nada poder fazer ... Falo da nossa fraqueza de aceitar a dor como um orgão do nosso corpo...
Não há porque conviver tanto com o martirio que já assola há tanto tempo, a liberdade que temos em agir e encontrar a felicidade, por mais utópica que venha parecer, é bem mais apreciavel, que este instante sem sabor de vida.

Um beijo!

disse...

Belo texto. Aprendi a gostar de Johnny com o meu irmão. =*