quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

E tudo se foi com o vento. As pessoas, os amigos, os familiares, os amores. O que sobrou em mim foram lembranças, momentos, histórias. Trago em mim uma grande dor, a do esquecimento, da distância e da solidão. Caminho solitária e em silêncio. Não espero nada do futuro, e nem faço planos para ele. O que tiver que ser será, e eu, provavelmente, não farei nada para impedir. Até lá continuarei com minha paz dolorosa, meu amor solitário, e minhas doces melodias.
Oe! E aí galere, quem vai no show do A7X em Abril? Se pá, eu e a Bel com certeza estaremos pirando em Curitiba ("já estamos pirando agora mesmo" Bel) , dia 6 é nóóóóx \o/ qw. Enfim... Beijinhos, Marina.

3 comentários:

Evelyn Colaço . disse...

Sempre restam as lembranças, ou quem nos acompanharia nos dias de chuva?

bjs

' disse...

Não sei o que seria se não fossem as lembranças ...

Adorei o Blog,as cores, os textos ... Parabéns beijoo

Guilherme Augusto Codignolle Souza disse...

Fiquei meio fora da Blogosfera e estava com saudade de linhas assim... Gostei mesmo. Continue assim, nesse tom. ^^

Dps do show, não esqueça de detalhar td ele por aqui. Pros infelizes que não vão poder ir. xD

Meu Blog? Acesse:
http://codignolle.blogspot.com

Meu Twitter? Siga:
http://twitter.com/#!/guicodignolle